porsinal  
AutoresListagemEspecialistas
Ana Paula Jung
Ana Paula Jung
Pedagoga, especializada na Área da Surdez
Biografia do Autor
Ana Paula Jung
Ana Paula Jung
Pedagoga, especializada na Área da Surdez

Graduada em Pedagogia - Magistério das Séries Iniciais do Ensino Fundamental pela UDESC - Universidade do Estado de Santa Catarina (2006), atua desde 2006 na área da Surdez, sendo capacitada para esta especialidade pela UNISC - Universidade de Santa Cruz do Sul (2006). Especialista Pós Graduada em Gestão Pública pela UFSM (2012), é graduanda em Licenciatura da Educação Física pela UNISINOS - Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2012).

Professora da Rede Pública Estadual de Ensino do Rio Grande do Sul desde 2001, coordena desde 2007 o Setor Pedagógico da Escola Estadual Especial Keli Meise Machado, escola para alunos Surdos, localizada no município de Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, onde responde pela Supervisão Escolar e pela Coordenação do Programa Mais Educação.

Atua como professora do Curso Técnico Normal - Magistério, na Modalidade Aproveitamento de Estudos como regente da Disciplina de Educação de Surdos/Libras do CEP - Centro de Educação Profissional da IENH - Instituição Evangélica de Novo Hamburgo.

É professora dos Cursos de pós Graduação/Especialização da CENSUPEG - Centro Sul Brasileiro de Pesquisa, Extensão e Pós Graduação (Joinville/SC), nas disciplinas da área da educação de surdos e de Libras desde 2011.

Certificada pelo PROLIBRAS, Exame Nacional de Proficiência na Tradução/Interpretação da LIBRAS/Língua Portuguesa para o Nível Superior, desde 2007 vem atuando também como Tradutora e Intérprete de Língua de Sinais, em diversos eventos e instituições, como nos Cursos de Pós Graduação da UFRGS (2008); na FAE - Sevigné, Porto Alegre (2008/2009); na Instituição Evangélica de Novo Hamburgo - IENH (2008/2009/2010); na UNISINOS (2010/2011); nos Cursos de Capacitação para o Atendimento Bancário à Pessoas Surdas do Banco Banrisul/ADVB (2011), entre outros.

Atuou como Tradutora e Intérprete dos Delegados Surdos durante a CONAE – Conferência Nacional de Educação – nas etapas Municipal (Novo Hamburgo), Estadual (Rio Grande do Sul) realizada em Porto Alegre (2009) e Nacional, realizada em Brasília (2010). Atua como Tradutora e Intérprete voluntária da FENEIS Regional RS e FENEIS Nacional no Movimento Surdo em Defesa da Escola Bilíngue para Surdos (FENEIS 2011/2012).

Atua como Assessora da Diretoria de Políticas Educacionais da FENEIS - Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos (2012) e como Assessora da Diretoria do Departamento de Esportes da CBDS - Confederação Brasileira de Desporto de Surdos (2012).

Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação de Surdos, atuando principalmente nos seguintes temas: Coordenação Pedagógica em Escola de Surdos, Cultura e Comunidades Surdas, Identidade Cultural, Processos Inclusivos, Movimentos Sociais e Políticos dos Surdos, Língua de Sinais, Tradução e Interpretação em Língua de Sinais, LIBRAS - Língua Brasileira de Sinais; Legislação da Educação, com foco nas questões relacionadas aos Surdos e Inclusão; Coordenação e Organização de Eventos da Área da Educação de Surdos: "X EESRS - Encontro das Escolas de Surdos do Rio Grande do Sul", realizado em junho de 2010, na cidade de Novo Hamburgo; "Seminário Estadual em Defesa da Escola Bilíngue para Surdos no Plano Nacional de Educação", realizado em 09 de setembro de 2011, na cidade de Porto Alegre"; "Audiência Pública" da Comissão de Educação para tratar da Educação de Surdos no Estado, realizada em 04 de junho de 2012 entre outros, e "Seminário de Criação do Sistema de Educação Bilíngue para Surdos no RS", realizado em 04 de julho de 2012, ambos realizados na Assembléia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul; organização e coordenação das discussões com a Comunidade Surda Gaúcha para a criação de um Sistema de Educação Bilíngue para Surdos no Estado do RS (2012); Relatora do documento "PROPOSTA DE CRIAÇÃO DO SISTEMA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO BILÍNGUE PARA SURDOS", entregue às autoridades estaduais presentes no Seminário de Criação de um Sistema de Educação Bilíngue para Surdos no RS (04/07/2012).

×
Estatísticas de Publicação do Autor
Ana Paula Jung
Ana Paula Jung
Pedagoga, especializada na Área da Surdez
3 Artigos Científicos publicados
×

Artigos Científicos de Ana Paula Jung

Como autor(a) principal

  • 2011 • BRASIL, Reivindicação da Comunidade Surda Brasileira. FENEIS, 2011. 59p
    Educação Bilíngue para surdos: Um caminho a ser trilhado
    Resumo do Artigo Científico

    BRASIL, Reivindicação da Comunidade Surda Brasileira. FENEIS, 2011. 59p  •  por Ana Paula Jung
    Educação Bilíngue para surdos: Um caminho a ser trilhado

    O presente artigo relata as experiências vivenciadas pelos educadores surdos escolhidos delegados, em 2009, para representar o estado do Rio Grande do Sul na Etapa Nacional da CONAE 2010, Conferência Nacional de Educação, realizada entre os dias 27 de março e 1º de abril de 2010 em Brasília, a partir da ótica da autora, que acompanhou os delegados gaúchos com a função de atuar como tradutora e intérprete. Enquanto militante da causa surda em defesa das Escolas Bilíngues para Surdos no Brasil, a necessidade de registrar a luta, o sofrimento e a trajetória dos defensores da educação de surdos durante a realização da Etapa Nacional da CONAE foi intensificada pelo Movimento Surdo em Defesa da Educação e da Cultura Surda, que em maio de 2011 denunciou a forma desrespeitosa e excludente com que os delegados surdos e seu posicionamento foram tratados durante a referida Conferência.

    ×
  • 2011 • 4º SBECE / 1º SIECE - ULBRA, Canoas. 4º Seminário Brasileiro de Estudos Culturais em Educação e 1º Seminário Internacional de Estudos Culturais em Educação. Canoas - RS
    Mãos em movimento... Olhares que estabelecem relações... Será possível teorizar o “ser” e o “estar” do surdo no mundo, sem imergir na cultura viva que se materializa dentro da comunidade surda?
    Resumo do Artigo Científico

    4º SBECE / 1º SIECE - ULBRA, Canoas. 4º Seminário Brasileiro de Estudos Culturais em Educação e 1º Seminário Internacional de Estudos Culturais em Educação. Canoas - RS  •  por Ana Paula Jung
    Mãos em movimento... Olhares que estabelecem relações... Será possível teorizar o “ser” e o “estar” do surdo no mundo, sem imergir na cultura viva que se materializa dentro da comunidade surda?

    O artigo que propomos tem como foco central instigar a reflexão sobre o número crescente de pesquisas na área da surdez, em especial no campo da Educação, que partem de atores externos às vivências culturais dos surdos e tem provocado diferentes reações e opiniões dentro desta comunidade. Desde a década de 80, muitos foram (e ainda são!) os movimentos em luta por reconhecimento de direitos nos quais os surdos estão engajados. Os discursos do povo surdo, em muitos momentos, tem “batido de frente” com falas ouvintistas, que costumeiramente não levam em conta os desejos, as idéias e os próprios conceitos que diferentes vertentes de uma pedagogia surda vem consolidando. Para tanto, embasamos nossas ponderações na produção de autores como Gládis Perlin, Maura Lopes, Adriana Thoma e Lodenir Karnopp, referências desta área. Ao propormo-nos “olhar de dentro”, com vias a compreender que aspectos vivenciais faltam aos pesquisadores externos à comunidade surda, muitos são os questionamentos que apontam para um descontentamento do sujeito surdo, uma vez que é e está no mundo através de uma experiência visual e extremamente vivencial, onde a realidade palpável e em movimento transcreve-se nos sinais que as mãos constroem no espaço e nas experiências onde se encontram imersos. A materialidade surda é expressa no olhar, no estabelecimento deste vínculo visual entre os sujeitos, nos fatos vividos através do corpo surdo, que encontra-se dentro do mundo ouvinte. Desejamos questionar se é possível “analisar” e ponderar sobre o surdo, decodificá-lo para então traduzi-lo, apenas “olhando” de fora? É possível compreender toda sua presença apenas falando deste outro, sem estar no lugar deste outro? É possível tratar da complexidade e da riqueza dos múltiplos nuances da cultura surda, sem que uma verdadeira imersão na comunidade surda aconteça? Com este artigo não pretendemos apontar erros ou acertos, nem tampouco encontrar culpados ou vítimas para práticas que tornam-se cada vez mais presentes nos campos de pesquisa da educação de surdos. Desejamos, pois, levar o leitor a refletir sobre as questões aqui pontuadas, buscando compreender que, em nosso entendimento, a vivência e o conhecimento vistos “de dentro” da cultura surda são fundamentais para que seja possível compreender este sujeito cultural. Desta forma, ao analisarmos a pouca ou nenhuma participação de um crescente número de pesquisadores ouvintes dentro da materialidade das interrelações dos corpos surdos, numa perspectiva externa, quase que como estabelecida através de um observatório, questionamos a necessidade de uma real aproximação dos conceitos teóricos com uma verdadeira imersão cultural na comunidade surda, para, talvez, aproximar-se da compreensão de quem é este outro, do que quer este outro de quem falamos.

    ×
  • Resumo do Artigo Científico

    Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil  •  por Ana Paula Jung
    Movimentos sociais no protagonismo político: a Comunidade Surda Brasileira e sua luta por reconhecimento e efetivação de direitos

    O presente artigo convida o leitor a aproximar-se e, assim, permitir-se mergulhar nas questões que envolvem a temática do movimento social e político dos surdos no Brasil, cuja luta é pela garantia e pela efetivação de direitos, especialmente àqueles relacionados à igualdade de condições de acesso a uma educação de qualidade, capaz de respeitar a especificidade linguística destes sujeitos, considerada como condição humana básica para seu pleno desenvolvimento. Com uma breve retomada da trajetória histórica da questão dos surdos ao longo dos tempos, chegando até a organização social e política da Comunidade Surda brasileira nos dias atuais. Autores como Sacks, Lucas, Perlin e Skliar oferecem o pano de fundo ideal a esta necessária contextualização, pelo viés dos estudos culturais em educação. Numa perspectiva focada na compreensão da sociedade e no papel de seus atores, este artigo encontra nas considerações de Jürgen Habermas importantes referencias que alinhavam as considerações finais deste texto, organizando e delineando um posicionamento frente à temática abordada.

    ×
  • Como co-autor(a)

    Sem artigos científicos inseridos.

    Livros de Ana Paula Jung

      Sem livros editados ou inseridos.
    Outros Especialistas
  • Gladis Perlin
    Gladis Perlin
    6 artigos científicos
  • Ana Claudia Camargo
    Ana Claudia Camargo
    3 artigos científicos
  • Neuma Chaveiro
    Neuma Chaveiro
    10 artigos científicos
  • Eudenia Magalhães Barros
    Eudenia Magalhães Barros
    3 artigos científicos
  • Carla Damasceno de Morais
    Carla Damasceno de Morais
    2 artigos científicos
  • Larissa Silva Rebouças
    Larissa Silva Rebouças
    2 artigos científicos
  • Teófilo Galvão Filho
    Teófilo Galvão Filho
    3 artigos científicos
  • Joana Morêdo Pereira
    Joana Morêdo Pereira
    4 artigos científicos
  • Carlete Fátima da Silva Victor
    Carlete Fátima da Silva Victor
    2 artigos científicos
  • Ana Dorziat Barbosa de Mélo
    Ana Dorziat Barbosa de Mélo
    12 artigos científicos
  •