O JavaScript está desabilitado no seu browser !
Por favor habilite o JavaScript ou actualize-se com um browser capaz de o usar.
O Javascript precisa de estar activado para ver o site correctamente.
porsinal  
  • Amílcar José Morais
    entrevistas em destaque

    Terça-feira, 02 de Outubro de 2018 às 01:33:13
    Amílcar José Morais

    0 comentários(s)
    "Sou surdo e os surdos vivem à margem da sociedade. Não me sinto integrado. Diversidade é só um nome bonito, mas, na realidade, a diferença divide-nos sempre."
Notícias
Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019 às 15:50:01
por porsinal   
0 comentário(s)
No Brasil, os cinemas têm até janeiro para garantir acessibilidade a cegos e surdos
Meta é adaptar 35% das salas dos grandes complexos e 30% das salas dos grupos menores.
Reportagens
Segunda-feira, 29 de Julho de 2019 às 15:28:39
por porsinal   
0 comentário(s)
Ela traduz hip hop e pop para Libras na web:
Anne Magalhães, 28, parece estar a dançar músicas de artistas como Emicida, Karol Conká e Iza nos vídeos em que publica no Instagram. Os surdos sabem, no entanto, que ela está a cantar. Anne usa as redes sociais para traduzir hip hop, rap e pop para Libras. "Música vai além do ouvir. Ela tem a ver com reverberação, energia. Mas também comunica muita coisa de uma maneira sensível".
Entrevistas
Terça-feira, 02 de Outubro de 2018 às 01:33:13
por porsinal   
0 comentário(s)
Amílcar José Morais
"Sou surdo e os surdos vivem à margem da sociedade. Não me sinto integrado. Diversidade é só um nome bonito, mas, na realidade, a diferença divide-nos sempre."
Especialistas

Filmes em Destaque
  • O Silêncio

    John R. Leonetti
  • The Silent Natural

    David Risotto
  • Sign Gene

    Emilio Insolera
  • Artigos de Opniião
  • por Amílcar José Morais
    Sexta-feira, 19 de Agosto de 2016
    “Cultura” – Comunidade Surda: Etnicidade ou Variável?
    Gostaria de refletir e abrir um espaço para discussão sobre o seguinte: O conceito de etnicidade integra-se na cultura da Comunidade Surda ou não?
  • Próximo Congresso

    De 18/09/2019 a 20/09/2019
    V Seminário de Educação dos Surdos na Amazônia Tocantina – SESAT

    O Grupo de Estudos Surdos na Amazônia Tocantina – GESAT realiza, anualmente, o Seminário Nacional sobre a interface dos Estudos Surdos com a Gênese da Interculturalidade Crítica presente no pensamento Freireano. O Seminário já está em sua quinta edição e vem apresentando uma pluralidade de experiências e pesquisas no campo da surdez enquanto perspectiva socioantropológica, epistemológica e ontológica.

    ​Assim, a diferença Surda não pode ficar reduzida às narrativas sobre as línguas e as experiências escolares. Faz-se necessário ampliar as discussões acerca dos movimentos sociais, resistência surda e protagonismo surdo interligado às demarcações geográficas, culturais e linguísticas.

    ​O V Seminário de Educação dos Surdos na Amazônia Tocantina – SESAT ilustrará pesquisa acerca da constituição identitária de Surdos quilombolas, ribeirinhos e indígenas à luz das categorias fundantes Freireanas: Opressor-Oprimido, Desumanização-humanização, Dialogicidade, Cultura, Alteridade, Tolerância, Amorosidade e Unidade na Diversidade.

    ​O evento será realizado de 18 a 20 de setembro na Universidade Federal do Pará, Campus Cametá. Contará com pesquisadores da área da Surdez, como: Profa. Dra. Sandra Eli (UNESP), Profa. Dra. Ivanilde Apoluceno (PPGED/UEPA), Profa. Dra. Andréa Silveira (UFPA), Profa. Ma. Vera Lobato (SESI Marabá), Prof. Me. Hermínio Tavares (IFPA), Profa. Ma. Cyntia França (UEPA), Profa. Ma Kátia Santos (UEPA) e Prof. Tiago Costa (SEDUC/CAS).

    ​É com imensa satisfação que divulgamos e sinalizamos o V SESAT e que aguardamos os pesquisadores, professores, alunos, comunidade Surda e todos interessados para dialogarmos e partilharmos saberes e afetos acerca da Educação de Surdos e da Língua Brasileira de Sinais no cenário da Nacional.

    Vem para o GESAT!