porsinal  
AutoresListagemEspecialistas
Silvana Aguiar dos Santos
Silvana Aguiar dos Santos
Professora / Investigadora
Estatísticas de Publicação do Autor
Silvana Aguiar dos Santos
Silvana Aguiar dos Santos
Professora / Investigadora
5 Artigos Científicos publicados
×

Artigos Científicos de Silvana Aguiar dos Santos

Como autor(a) principal

  • Resumo do Artigo Científico

    Belas Infiéis, v. 5, n. 1, p. 117-129  •  por Silvana Aguiar dos Santos
    Questões emergentes sobre a interpretação de Libras-Português na esfera jurídica

    Neste artigo, proponho-me apresentar e discutir algumas dificuldades recorrentes enfrentadas pelos intérpretes de Libras-Português na esfera jurídica. Este trabalho caracteriza-se por uma abordagem qualitativa e de cunho descritivo. Como instrumento, aplicou-se um questionário (on-line) para intérpretes de Libras-Português de diferentes regiões brasileiras nos meses de julho a agosto do ano de 2014. Os resultados obtidos apontaram que: (i) as formas de encaminhamento dos intérpretes de Libras-Português até o Judiciário são diversificadas, sendo muitas delas entrelaçadas pelas relações de amizade; (ii) há um desconhecimento do papel do intérprete de Libras-Português na esfera jurídica, dificultando a atuação deste profissional e, por fim, (iii) dificuldades com a terminologia específica da área jurídica. Diante dessas dificuldades, resgato contribuições teóricas de Russel (2002) que considera vários elementos relevantes para o desempenho dos intérpretes que atuam nesse meio. A partir desses resultados, compreende-se melhor o contexto de atuação dos intérpretes de Libras-Português na esfera jurídica. Além disso, corrobora-se a urgente necessidade de desenhos curriculares de formação específica por áreas para intérpretes de Libras-Português, dado que o escopo de atuação desse profissional é cada vez mais amplo.

    ×
  • Resumo do Artigo Científico

    Letras & Letras, Uberlândia, vol. 32/1, p. 124-148  •  por Silvana Aguiar dos Santos
    A produção acadêmica sobre tradução e interpretação de Libras de egressos da pós-graduação da UFSC

    O presente artigo trata a respeito de produções acadêmicas sobre tradução e interpretação de Libras-Português. Nosso objetivo é mapear, apresentar e discutir as produções acadêmicas (teses, dissertações, artigos e capítulos de livros) realizadas por egressos da pós-graduação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), no período de 2000 a 2015. Este trabalho se caracteriza como uma investigação descritiva de caráter bibliográfico, associada a uma abordagem qualitativa. As referências teóricas usadas aqui como embasamento compreendem autores da área dos Estudos da Tradução, tais como Vasconcellos (2010); Pagano e Vasconcellos (2003) entre outros, bem como autores da área dos Estudos da Tradução e Interpretação de Língua de Sinais, como Metzger (2010), Grbic (2007) etc. Os resultados obtidos apontam: i) um deslocamento interessante de áreas do conhecimento nas quais as produções analisadas se inscrevem ao longo de 15 anos; ii) uma expressiva concentração de produções acadêmicas em uma determinada área nos últimos três anos; iii) uma maior circulação de trabalhos em meios de divulgação e publicação científica vinculados à instituição em questão e determinadas regiões do contexto brasileiro. Por meio deste trabalho é possível compreender melhor o cenário de produções acadêmicas que abordam sobre tradução e interpretação de Libras-Português realizadas por egressos da pós-graduação da Universidade Federal de Santa Cataria.

    ×
  • 2009 • XII Congresso da Association pour la Recherche Interculturelle - ARIC, Florianópolis. Anais do XII Congresso da ARIC. p. 01-13
    Intérpretes de língua de sinais: Tensões e negociações no ensino superior
    Resumo do Artigo Científico

    XII Congresso da Association pour la Recherche Interculturelle - ARIC, Florianópolis. Anais do XII Congresso da ARIC. p. 01-13  •  por Silvana Aguiar dos Santos
    Intérpretes de língua de sinais: Tensões e negociações no ensino superior

    Este trabalho insere-se no campo da Educação e dos processos inclusivos. A demanda atual de surdos que ingressam na universidade é crescente. Os espaços, sujeitos, posições e estratégias precisam ser (re) significados para estabelecer um diálogo lingüístico e cultural que rompa com as estruturas tradicionais de saber e poder do ensino superior, considerando-se a língua de sinais e produções culturais como artefatos centrais nesta discussão. O ILS é o profissional que medeia as relações culturais e lingüísticas entre grupos de surdos e não-surdos. Transitar nos espaços fronteiriços desses grupos traz ao intérprete densa responsabilidade em seu trabalho. Essa pesquisa foi desenvolvida no Brasil com um grupo de ILS que atuam no ensino superior, por meio de depoimentos que retratam as tensões e negociações nesses espaços. Nos estudos Pós-Colonialistas encontramos conceitos fundamentais para esta discussão. O tema torna-se relevante à medida que contribui para as questões sobre interpretação/tradução e, também, para a inclusão no ensino superior de pessoas surdas, que possuem culturas e línguas distintas de outros grupos.

    ×
  • 2008 • 3º Seminário Brasileiro de Estudos Culturais, Canoas. Anais do 3º Seminário Brasileiro de Estudos Culturais em Educação. Canoas: Editora da Ulbra. v. 1. p. 1-13
    Intérpretes de língua de sinais: O trânsito nas fronteiras culturais e linguísticas
    Resumo do Artigo Científico

    3º Seminário Brasileiro de Estudos Culturais, Canoas. Anais do 3º Seminário Brasileiro de Estudos Culturais em Educação. Canoas: Editora da Ulbra. v. 1. p. 1-13  •  por Silvana Aguiar dos Santos
    Intérpretes de língua de sinais: O trânsito nas fronteiras culturais e linguísticas

    Discuto, neste trabalho, os marcadores que constituem os intérpretes de língua de sinais (ILS) nas fronteiras culturais e lingüísticas no ato da interpretação. Este estudo é um recorte da dissertação de mestrado defendida junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação do CED/UFSC, no ano de 2006. Interpretar não é apenas passar palavras ou conceitos de uma língua para outra de forma estática e portátil. Essa tarefa exige conhecimentos lingüísticos, culturais e éticos das línguas envolvidas, tornando complexa esta empreitada. Nas últimas décadas, os ILS entram em cena no cotidiano universitário com mais freqüência, pois inúmeros são os trabalhos realizados por pesquisadores surdos no âmbito acadêmico. No ensino superior, as condições de trabalho, as relações desencadeadas entre o público surdo e ouvinte para com os próprios ILS são de fundamental importância e precisam ser discutidas, pois é neste trânsito cultural e lingüístico que esses profissionais se constituem. A partir das provocações suscitadas pelos Estudos Culturais e os Estudos Surdos podemos nos questionar, por exemplo: Quais são as negociações que os intérpretes precisam legitimar no espaço universitário e como elas movimentam e atravessam a constituição das identidades desses sujeitos? Este artigo divide-se em dois momentos, sendo que no primeiro dialogo com aspectos teóricos da interpretação e também com conceitos discutidos por Hall, Delisle e Woodsworth, Bhabha, Lima, Quadros e Perlin. No momento seguinte, discuto os efeitos que movimentam o trânsito entre a língua de sinais e o português junto com um grupo de ILS que atua no ensino superior. A análise da pesquisa consistiu em entrevistas semi-estruturadas realizadas com esse grupo que contestou as negociações culturais e lingüísticas, o pertencimento cultural e a formação profissional como peças centrais na discussão deste trabalho. A análise dessas narrativas não busca definir aspectos positivos ou negativos, bom ou ruim para área da interpretação, mas problematizar a forma com que os discursos sobre os ILS, enunciados pela academia, passam a ser legitimados e tomados como "verdade" no espaço universitário. Estes lugares e sujeitos envolvidos nesse processo de tradução cultural ocupam posições e se articulam em múltiplas identidades e discursos, instigando-nos a um mergulho profundo nos aspectos da língua, da cultura e das relações que se desencadeiam dessas mediações.

    ×
  • 2007 • I Encontro dos Profissionais Tradutores e Intérpretes de Língua Brasileira de Sinais do Centro-Oeste, Campo Grande. v. 1. p. 27-41
    Reflexões sobre as identidades dos intérpretes de língua brasileira de sinais
    Resumo do Artigo Científico

    I Encontro dos Profissionais Tradutores e Intérpretes de Língua Brasileira de Sinais do Centro-Oeste, Campo Grande. v. 1. p. 27-41  •  por Silvana Aguiar dos Santos
    Reflexões sobre as identidades dos intérpretes de língua brasileira de sinais

    Curiosamente, as produções acadêmicas que tratam sobre os intérpretes de língua de sinais a partir da perspectiva cultural, em nosso País, são pouco freqüentes. Nos últimos anos, estamos acompanhando uma circulação de idéias políticas, sociais e culturais muito intensas dos movimentos de resistência surda, e por conseqüência, o profissional intérprete de língua de sinais passa a ser mais solicitado. Outro motivo que marca nossas discussões a respeito do traduzir e do interpretar é a inserção, nos meios acadêmicos, dos próprios profissionais enquanto pesquisadores de sua área, nos mais diversos campos do saber. Problematizando as questões do discurso e da identidade em uma perspectiva crítica, temos Lima (2006), na Análise do Discurso, há Russo 1 (2007), na Lingüística Aplicada, contamos com Pereira 2 (2006) ao passo que, nos Estudos da Tradução, discutindo as questões de fidelidade e invisibilidade da tarefa do tradutor, encontramos Rosa (2005), entre outros trabalhos. Por fim, aliado a esse movimento acadêmico, temos a organização profissional e coletiva por meio das associações de intérpretes de língua de sinais. Todos esses motivos expostos nos confirmam a hipótese da busca pela profissionalização que esse grupo vem enfrentando em sua atuação nas últimas décadas. No entanto, essa busca não é estática; precisamos desconstruir alguns mitos e trabalhar com questões de identidade e diferença, já que partimos da teoria cultural para embasar nossas discussões.

    ×
  • Como co-autor(a)

    Sem artigos científicos inseridos.

    Livros de Silvana Aguiar dos Santos

      Sem livros editados ou inseridos.
    Outros Especialistas
  • Maximina Girão Ribeiro
    Maximina Girão Ribeiro
    1 artigos científicos
  • Rejane Plinski
    Rejane Plinski
    1 artigos científicos
  • Sylvia Lia Grespan Neves
    Sylvia Lia Grespan Neves
    3 artigos científicos
  • Elielson Sales
    Elielson Sales
    9 artigos científicos
  • Ronice Müller de Quadros
    Ronice Müller de Quadros
    21 artigos científicos
  • Danielle Sousa
    Danielle Sousa
    4 artigos científicos
  • Carla Damasceno de Morais
    Carla Damasceno de Morais
    2 artigos científicos
  • Neiva de Aquino Albres
    Neiva de Aquino Albres
    25 artigos científicos
  • Maria do Céu Gomes
    Maria do Céu Gomes
    8 artigos científicos
  • Teófilo Galvão Filho
    Teófilo Galvão Filho
    3 artigos científicos
  •