porsinal  
Análise de discurso sobre educação de surdos no século XIX: Um gesto de leitura
Publicado em 2020
Pontes Editores
  Priscila Costa Lemos Barbosa
Educação

Descrição

Instrumentos linguísticos no século XIX que se voltam e dizem respeito à escolarização de surdos, com suas reverberações nos dois séculos que se seguem, fazem parte da sólida reflexão que aqui vamos encontrar.

Está em foco neste livro, que advém de uma dissertação com força de tese, o sujeito surdo e o imaginário sobre surdez e sobre língua, em sua tensa e contraditória relação entre língua de sinais, língua materna e língua portuguesa. De seu objeto, o Compendio para o Ensino dos Surdos-Mudos de 1881, a autora vai nos fazendo enveredar pelos caminhos da historicidade da educação dos surdos; uma trilha em que dizeres e silenciamentos vão (des)construindo imagens sobre surdez, com suas consequências sobre o que e como se ensinar. Ao lê-la, vamos descortinando como se foi – e, por que não, como ainda se vai – (in)compreendendo a surdez.

Aqui se encontram reflexões necessárias não apenas para o amplo campo dos estudos da linguagem, mas, sobretudo, inevitáveis e urgentes para nossa sociedade.

Da mesma categoria
  • Idéias para ensinar português para alunos surdos
    Ronice Müller de Quadros Magali L. P. Schmiedt
  • Diálogos sem Fronteiras. Educação, História e Interculturalidade
    Jussara Santos Pimenta Aires Antunes Diniz Thales Henrique Nunes Pimenta Aline Santos Costa
  • História da Educação de Surdos II
    Paulo Vaz de Carvalho
  • Surdez e Libras: conhecimento em suas mãos
    Michelle M. Carmozine Samanta C. C. Noronha
  •